Chateado com a falta de espaço, Anderson Martins pede para deixar o São Paulo

Zagueiro está em reta final de contrato e não é cotado para renovar no fim do ano

Sem espaço com o treinador Fernando Diniz e descontente com as poucas oportunidades que vem recebendo, Anderson Martins pediu para ser liberado pelo São Paulo. A informação é do jornalista Jorge Nicola, no Yahoo, e foi confirmado pelo portal Meu Tricolor.

Anderson Martins procurou a direção do Tricolor antes da ida do elenco para Cotia para ficar livre para buscar um novo clube para seguir jogando em 2020. O Botafogo está interessado no zagueiro de 32 anos, mas viu o Tricolor recusar negócio por ter de bancar parte dos salários.

Atualmente, o atleta, que foi contratado em janeiro de 2018 com aprovação do técnico Dorival Júnior, ocupa o status de quarta opção no grupo são-paulino. Bruno Alves e Robert Arboleda são titulares absolutos e o jovem Rodrigo tem deixado boa impressão nos treinos desde antes da paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus.

De quebra, o contrato de Anderson Martins é válido somente até dezembro de 2020. Fernando Diniz já se posicionou contra a saída quando consultado sobre a chance de liberá-lo ao Botafogo por temer precisar do atleta em meio as disputas de Paulistão, Copa do Brasil, Copa Libertadores e Campeonato Brasileiro.

Uma liberação neste momento, no entanto, significa economia aos cofres do clube do Morumbi em momento que enfrenta grave crise financeira.

Segundo o Blog, os vencimentos do atleta giram em torno de R$ 400 mil mensais e uma saída antecipada traria economia de quase R$ 2 milhões.

NÚMEROS DE ANDERSON MARTINS

O zagueiro Anderson Martins chegou ao São Paulo em 2018, disputou 56 partidas, marcou dois gols e participou do elenco na campanha do vice-campeonato paulista do ano passado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais