Com dois gols, Pablo iguala marca de Calleri que durava desde 2016

Centroavante foi o único destaque positivo do revés do Tricolor por 3 a 2 para o RB Bragantino

Autor dos dois gols do São Paulo no revés por 3 a 2 para o RB Bragantino, o atacante Pablo se consolidou no time titular atuando na vaga deixada por Antony e, de quebra, quebrou uma marca que pertencia a Jonathan Calleri.

De acordo com o historiador do São Paulo, Michael Serra, a última vez que um atleta do Tricolor havia marcado quatro gols consecutivos aconteceu há quatro anos – Calleri anotou nada mais, nada menos que sete tentos seguidos.

Além dos dois gols marcados no RB Bragantino, Pablo já havia marcado os dois tentos da vitória do Tricolor por 2 a 1 sobre o Santos, antes da paralisação das competições no mundo devido à pandemia do novo coronavírus.

Curiosamente, em ambos os jogos não havia presença de público nas arquibancadas do Morumbi, fato que parece tranquilizar o jogador, que custou R$ 26 milhões e é o reforço mais caro da história do Tricolor, para exibir o seu futebol já que vivia sendo questionado por seu desempenho.

Agora, Pablo terá a missão de manter o ritmo nesta reta final de Campeonato Paulista para se firmar entre os titulares de Fernando Diniz.

No próximo domingo (26), o São Paulo volta a campo para encarar o Guarani, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. O Tricolor precisa da vitória para confirmar a liderança do Grupo C.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 3 RED BULL BRAGANTINO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 23 de julho de 2019, quinta-fera
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Edina Alves Batista
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Evandro de Melo Lima

Gols: Pablo, aos 7 e aos 38 do 1ºT (São Paulo); Matheus Jesus, aos 12, e Morato, aos 34 do 1ºT, Artur, aos 20 do 2ºT (Red Bull Bragantino)
Cartões amarelos: Daniel Alves, Reinaldo, Tchê Tchê (São Paulo); Vitinho, Matheus Jesus (Red Bull Bragantino)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Paulinho Boia). Arboleda (Everton), Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Helinho); Vitor Bueno (Liziero), Pablo e Alexandre Pato (Hernanes)
Técnico: Fernando Diniz

RED BULL BRAGANTINO: Júlio César; Weverton, Fabrício Bruno, Ligger e Luan Cândido (Edimar); Ryller (Barreto), Matheus Jesus (Weverson) e Vitinho; Artur (Uillian Correira), Morato (Claudinho) e Ytalo
Técnico: Felipe Conceição

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais