Diniz afirma que Alexandre Pato pediu para sair do São Paulo e ironiza o atacante

Treinador do Tricolor foi questionado pelas razões que levaram o clube a abrir mão do atacante.

Após o empate por 1 a 1 do São Paulo com o Bahia, no Morumbi, em jogo da quarta rodada do Brasileirão 2020, o técnico Fernando Diniz foi questionado sobre o que levou o atacante Alexandre Pato a rescindir o contrato com o Tricolor.

Sem papas na língua, Diniz afirmou que Pato, Everton e Anderson Martins optaram em pedir para sair do São Paulo e ironizou dizendo que só deve ficar quem tem vontade pelo tamanho do Tricolor do Morumbi.

A troca foi por iniciativa do Everton. Assim como Anderson Martins, assim como Pato. Os jogadores que estão no São Paulo, um time desse tamanho, e querem sair, acho que têm que sair mesmo. Tem que ficar quem quer ficar“, afirmou Diniz.

LEIA MAIS:
Olheiros cobram fortuna do São Paulo por fatia de venda de Rodrigo Caio ao Flamengo
Antigo sonho do São Paulo, Luan está ‘desesperado’ para deixar o Japão
CBF antecipa jogo do São Paulo pelo Campeonato Brasileiro; veja detalhes

Achei que era melhor colocar um outro jogador e acho que o Pato ficou insatisfeito. Foi iniciativa dele pedir a rescisão contratual“, acrescentou sobre Alexandre Pato.

Em três partidas disputadas no Brasileirão, o São Paulo tem uma vitória, um empate e uma derrota. As atuações não têm sido boas e o time foi alvo de protestos na chegada ao Morumbi antes da partida de hoje. Diniz afirmou que não está garantido como técnico da equipe no futuro, mas tem a intenção de melhorar o desempenho jogo após jogo.

Garantia eterna [no cargo] ninguém tem. Não tenho nada a contestar da diretoria, sempre estiveram presentes e procurando fazer o melhor, mas ninguém tem garantia eterna nem na vida e nem no futebol. A gente precisa melhorar o time e ganhar jogo“, concluiu

O São Paulo volta a campo no próximo domingo (23), às 19h (de Brasília), contra o Sport, na Ilha do Retiro.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 1 BAHIA

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 20 de agosto de 2020, quinta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Daniel do Espirito Santo Parro (ambos do RJ)
VAR: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Cartões amarelos: Vitor Bueno, Gabriel Sara (São Paulo); Gregore, Zeca (Bahia)

GOL
Bahia: Rossi (20 minutos do primeiro tempo)
São Paulo: Luciano (40 minutos do segundo tempo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius (Carneiro), Arboleda, Bruno Alves (Leo), Reinaldo; Tchê Tchê (Helinho); Igor Gomes (Luciano), Daniel Alves, Liziero (Gabriel Sara), Vitor Bueno; Pablo.
Técnico: Fernando Diniz

BAHIA: Douglas Friedrich (Anderson); João Pedro, Ernando, Juninho e Zeca; Ronaldo, Gregore (Elton), Rodriguinho (Daniel), Élber e Rossi (Alesson); Gilberto (Saldanha).
Técnico: Roger Machado

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais