Diretoria do São Paulo define prazo para discutir futuro do técnico Fernando Diniz

Time são-paulino foi eliminado precocemente do Paulistão e não tem início de Brasileirão positivo

Mesmo com a revolta da torcida do São Paulo com o técnico Fernando Diniz após o tropeço por 2 a 1 para o Vasco da Gama, no último domingo (16), a diretoria do Tricolor, segundo o site Globoesporte.com, ainda pretende apostar no treinador que soma uma vitória e uma derrota neste início de Brasileirão 2020.

O treinador, porém, continua sob análise e terá o tempo que lhe foi dado para mostrar evolução na equipe. No início de agosto, o ge publicou que os cinco primeiros jogos do campeonato seriam um termômetro para avaliar se Diniz segue ou não no cargo.

Como a primeira partida do Campeonato Brasileiro, contra o Goiás, foi adiada, o quinto jogo – se nenhum outro no percurso também for suspenso ou adiado – será contra o rival Corinthians, dentro do Morumbi, no dia 30 de agosto.

LEIA MAIS:
+ São-paulinos criam lista de treinadores gringos para assumir o comando do Tricolor na vaga de Diniz; veja
+ Raí cobra técnico Fernando Diniz e jogadores do São Paulo e manda recado ‘pesado’
+ São Paulo tem dois nomes em lista dos 500 jogadores mais importantes do mundo; veja relação

Até lá, a diretoria espera uma evolução da equipe, combinada com resultados positivos dentro de campo. Mesmo com a derrota para o Vasco, o diretor-executivo Raí viu um bom volume de jogo em São Januário.

O São Paulo vinha bem antes da pandemia, em uma crescente. Na volta, não conseguimos impôr o nosso jogo, recebemos um golpe duríssimo na eliminação contra o Mirassol, e agora, no Campeonato Brasileiro, temos que transformar todo esse volume que teve hoje, que foi muito mais parecido com o que a gente tinha antes da pandemia, em resultado“, afirmou o dirigente.

Veja os próximos três jogos do São Paulo:

Bahia – dia 20/08, às 20h, no Morumbi
Sport – dia 23/08, às 19h, na Ilha do Retiro
Corinthians – dia 30/08, às 11h, no Morumbi

Caso ocorra uma troca no comando, a diretoria tem sob seu respaldo o que foi prometido ao treinador: tempo de trabalho para implementar suas ideias. Mesmo com a desclassificação vexatória para o Mirassol, nas quartas do Paulistão, o clube bancou a permanência.

Novas partidas ruins e resultados não satisfatórios deixarão a situação insustentável.

Não é uma coisa que preocupa, isso é uma coisa que faz parte do mundo do futebol. Quando você está em um time do tamanho do São Paulo, quando o resultado positivo não vêm, esse é um tipo de assunto corriqueiro, a gente sabe que isso sempre acontece. A gente tem que ter cabeça no lugar, procurar fazer o melhor para o São Paulo e levar o time constantemente, para que os resultados positivos venham e a gente consiga dar alegria para a torcida“, afirmou Diniz sobre a pressão em relação ao seu trabalho.

A expectativa é de que até o duelo contra o Bahia, na próxima quinta-feira, às 20h, no Morumbi, Diniz permaneça como treinador do São Paulo. O elenco volta aos treinos nesta segunda, no CT da Barra Funda.

Fonte: Globoesporte.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais