Jucilei crítica impaciência da torcida do São Paulo e detona Cuca

Volante deixou o Tricolor no começo de 2020 por iniciativa própria por não estar feliz

Contratado em 2017, Jucilei teve passagem de três temporadas pelo São Paulo de altos e baixos e deixou o Tricolor no começo de 2020 por iniciativa própria por não se sentir feliz no Morumbi. O que aconteceu com o volante que foi muito elogiado por Rogério Ceni e Dorival Júnior e rejeitado Cuca e Fernando Diniz?

Em entrevista ao jornalista Alexandre Praetzel, no Youtube, o volante, que está sem clube, fez uma análise sobre o período que defendeu o São Paulo e lamentou a impaciência do torcedor pela ausência de conquistas.

O São Paulo é uma grande equipe e que está há muito tempo sem ganhar, então a torcida está totalmente impaciente. Você faz um jogo ruim e já não vale mais nada, já é ruim de bola, esqueceu de jogar“, disse Jucilei.

A derrota do São Paulo para o Vasco da Gama por 2 a 0, em 2018, teve um erro crucial de Jucilei ao tentar um tapa de letra na saída de bola que originou o gol do time carioca. Na visão do volante, a partir dali, começaram a culpá-lo por derrotas e vê as críticas do comentarista Caio Ribeiro, da TV Globo, como cruciais para minar o seu lugar no clube.

Futebol é muito dinâmico. Eu errei no jogo contra o Vasco, no qual eu errei um passe. Várias vezes eu escondia a intenção do passe, mas naquele dia o Caio (Ribeiro) falou que eu virei a cara. Quando dava certo ninguém falava. Aí começou um zum zum zum, a mídia e a torcida batendo. Teve a eliminação para o Talleres, na pré-Libertadores. Eu já estou acostumado, no Corinthians em 2011 também foi assim. Lá eu não fui o culpado, mas no São Paulo quiseram botar a culpa em mim, no Nenê, no Diego Souza, em jogadores que recebiam um bom salário“, pontuou o jogador.

ATO ESTRANHO DE CUCA

Após a queda do São Paulo para o Talleres na pré-Libertadores de 2019, Jucilei perdeu espaço definitivo com a chegada do técnico Cuca. O volante, inclusive, conta que ele e outros companheiros foram avisados por terceiros que não fariam parte do grupo.

O Cuca veio e, antes de chegar, já falou que não queria me usar, além do Bruno Peres, Nenê e Diego Souza, sem ao menos treinar. O cara que pediu minha contratação do Al Jaziera para a China chega no clube e não dá nem bom dia para você acho uma falta de respeito das grandes“, afirmou o volante.

SAÍDA DE JUCILEI DO TRICOLOR

Convivendo com críticas pelo futebol apresentado e alto salário, Jucilei perdeu o prazer de permanecer no Tricolor e procurou a diretoria do clube no começo de 2020 para negociar a rescisão de contrato já que também não estava nos planos de Fernando Diniz.

Eu mesmo fui atrás do Alexandre Pássaro (gerente-executivo) para rescindir meu contrato. Tinha mais dois anos, mas não estava mais feliz de estar no São Paulo. Nada contra os jogadores ou o presidente, pelo contrário, gosto muito deles. Mas já não estava me sentindo bem naquele ambiente“, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais