Lucão aciona São Paulo na Justiça e cobra valor milionário por danos morais; entenda

Zagueiro alega em processo ter recebido tratamento vexatório da diretoria do Tricolor na temporada de 2017

O São Paulo tem briga na Justiça contra o ex-zagueiro Lucão. De acordo com o jornal Lance!, o atleta de 24 anos, que atualmente está no Goiás, está cobrando mais de R$ 5 milhões do time do Morumbi.

Na ação, Lugão exige pagamento de R$ 1 milhão como indenização por danos morais. Ele alega ter recebido tratamento vexatório da direção do São Paulo após falhas na temporada de 2017 e se sentiu obrigado a sair por empréstimo ao Estoril, de Portugal.

A defesa do Tricolor, segundo a publicação, rebate a acusação lembrando que o próprio Lucão minou sua estadia no clube ao dizer após derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, no Morumbi, em junho daquele ano, que “já, já iria embora” sem ter negócio em andamento com qualquer outra equipe.

O Tricolor, inclusive, multou o jogador em 20% do salário por causa da entrevista e ele não voltou mais a ser utilizado pelo técnico Rogério Ceni no time – na ação, o zagueiro cobra a devolução dos valores.

OUTRA DEFESA DO SÃO PAULO

Os advogados do São Paulo anexaram no processo a postagem de Lucão no Instagram após o fim de seu contrato com os dizeres de ser ‘eternamente grato’ ao clube. O ato visa justicar que as alegações do atleta são infundadas.

SAÍDA POR EMPRÉSTIMO

Lucão defendeu o Estoril de agosto de 2017 a junho de 2018 e voltou com uma lesão no joelho esquerdo. Ele cobra na Justiça os salários de junho de 2018 a junho de 2019.

O Tricolor não esconde que não pagou os salários do defensor, além do período em que esteve me Portugal, de junho de 2018 a fevereiro de 2019, tempo em que ficou lesionado. O clube alega que por contrato, em caso de lesão, o clube português deveria ser responsável pelo pagamento e deve ser procurado para discussão destes valores.

SALÁRIO POR FORA

Na ação, Lucão também acusa o São Paulo de pagar parte de seu salário ‘por fora’, em forma de direito de imagem, e cobra, além de indenização, que os valores sejam incorporados a remuneração para lhe garantir recebimento de férias, 13º, INSS, FGTS e verbas rescisórias corrigidas.

SITUAÇÃO DA AÇÃO

Segundo o Lance!, a primeira audiência entre Lucão e São Paulo aconteceu em março e havia sido agendada para este mês um diálogo entre acusado e acusado. Porém, devido as restrições causadas pela pandemia do coronavírus, foi remarcada para agosto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais