Organizada do São Paulo critica o Tricolor após vitória sobre o Guarani: “Futebol é malandragem”

Triunfo por 3 a 1 do Tricolor sobre o Guarani ajudou o Corinthians a se classificar ao mata-mata do estadual

Principal organizada do São Paulo, a torcida Independente não digeriu bem a vitória do Tricolor por 3 a 1 sobre o Guarani, na Vila Belmiro, pela última rodada da primeira fase do Paulistão 2020, por ter ajudado o Corinthians a se classificar ao mata-mata.

Em publicação nas redes sociais, a maior organida do Tricolor lamentou a falta de malandragem do clube por não ter ajudado a eliminar um rival e classificou o resultado positivo como ‘inutel’.

Futebol é malandragem! São Paulo Futebol Clube é menino. 2004 Salvamos do rebaixamento. 2009 Tirou nosso HEPTA. 2020 classificamos. Vitórias inúteis. Obrigação ser campeão. Time certinho“, postou a uniformizada no Twitter.

As citações da Independente sobre os anos de 2004 e 2009 são sobre polêmicas nas histórias dos clubes. Em 2004, uma vitória do São Paulo sobre a Juventus, evitou o rebaixamento do Corinthians no Campeonato Paulista.

E em 2009, quando se esperava a devolução da gentileza, uma derrota do time de Itaquera para o Flamengo, acabou atrapalhando a luta do Tricolor pelo sétimo título brasileiro de sua história – o Flamengo levou o troféu nesta temporada.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 1 X 3 SÃO PAULO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 26 de julho de 2020, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Alberto Poletto Masseira

GOLS: Everton, aos 11 do 1ºT, Helinho, aos 2, Paulo Boia aos 22 do 2ºT (São Paulo); Rafael Costa, aos 44 do 1ºT (Guarani)
Cartões amarelos: 

GUARANI: Jefferson Paulino; Pablo, Romércio, Bruno Silva e Bidu; Deivid (Marcelo), Eduardo Person (Igor Henrique), Lucas Crispim (Bruno Sávio) e Arthur Rezende (Waguininho); Júnior Todinho e Rafael Costa (Elias Carioca)
Técnico: Thiago Carpini

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego, Anderson Martins e Léo; Luan, Liziero (Rodrigo Nestor) e Hernanes (Gabriel Sara); Helinho (Danilo Gomes), Everton (Shaylon) e Brenner (Paulinho Boia)
Técnico: Fernando Diniz

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais