Presidente do São Paulo não coloca empecilhos para negociar jogadores após pandemia: “É sobrevivência”

Mandatário do Tricolor tem mandato válido até o fim de 2020 e quer entregar as contas no azul

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, afirma que ainda não chegou nenhuma proposta ao São Paulo de Ajax, da Holanda, ou Barcelona e Real Madrid, da Espanha, por Igor Gomes. Entretanto, se pintar oferta, os valores serão discutidos devido à crise financeira vivida pelo Tricolor.

Em entrevista ao Blog do PVC, no Globoesporte.com, o mandatário do time do Morumbi declarou que será necessário negociar atletas após o fim – ou durante a crise de coronavírus se durar até o fim da temporada 2020 – para salvar o caixa.

Aí, vai ser questão de sobrevivência. O que a gente tiver de receita, vai ter de usar“, disse Leco.

A preocupação do dirigente com as contas é em razão do déficit de R$ 157 milhões do balanço do ano passado. Ou seja, em 2020, o clube tem que economizar e encontrar formas de também quitar os débitos de 2019.

IMPORTÂNCIA DE IGOR GOMES NO ORÇAMENTO DO SÃO PAULO

O planejamento financeiro do São Paulo para 2020 prevê um lucro de 33 milhões de euros (R$ 155 milhões) em vendas de jogadores da base e do elenco profissional. Hoje, o Tricolor embolsou 7 milhões de euros pela venda de 20% dos direitos de David Neres ao Ajax e ainda vai receber mais 16 milhões pela compra de Antony.

Até o momento, a diretoria do clube do Morumbi já conseguiu 23 milhões de euros e faltam ‘apenas’ 10 milhões de euros para bater a meta orçamentária. A venda de Igor Gomes pode significar a quitação de débitos do ano passado e o equilíbrio financeiro para o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, passar o cargo para o novo mandatário no fim de 2020 com as contas no azul.

Além disso, ainda falta adicionar a somatória total o valor de 1 milhão de euros (R$ 5,5 milhões) referentes da negociação de prioridade de compra de Gustavo Maia ao Barcelona, da Espanha, até o meio de 2020.

O clube catalão tem até o dia 15 de julho para pagar a quantia em que lhe garantiu a prioridade ou acertar a compra definitiva da jovem revelação da base do São Paulo por 4,5 milhões de euros (R$ 25 milhões).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais