São Paulo gasta quase R$ 30 milhões em comissões nas contratações de Daniel Alves, Tiago Volpi e Hernanes; veja

Gastos da gestão Leco foram expostos em forma de protesto pela crise financeira do Tricolor

A crise financeira do São Paulo causa preocupação em diretores e torcedores nos últimos tempos e causa discussões já que o Tricolor era apontado como modelo de gestão no Brasil na década passada.

Nesta quinta-feira (9), o conselheiro Denis Ormrod decidiu apontar graves problemas na atual administração do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, em entrevista ao canal do jornalista Jorge Nicola.

Se deixassem o Leco solto, a dívida do São Paulo estaria hoje em RS 2 bilhões“, disse o conselheiro

Estima-se que a dívida do São Paulo esteja próxima de atingir a casa dos R$ 600 milhões e ainda pode piorar em razão da falta de fluxo de caixa de direitos de transmissão, premiações, renda de jogos, etc, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Além de atacar Leco, Denis Ormord lamenta que conselheiros da oposição do clube do Morumbi tenham colaborado com o rondo dos cofres por não combater os gastos exagerados do clube.

Quando começamos a bater, conseguimos brecar as ações do Leco. Os empréstimos são um vergonha. Pegaram R$ 106 milhões emprestados em fevereiro de 2019 para ser aprovado em julho. O estatuto manda que esse tipo de situação seja aprovado imediatamente no Conselho. Fizeram vistas grossas, onde foi parar o presidente do Conselho? Quando foram ver, o dinheiro não estava mais na conta do clube“, explicou.

O São Paulo comprou o Raniel (atualmente no Santos) e pegou o dinheiro emprestado do próprio empresário (André Cury) do jogador. Houve o mesmo com o empresário Carlos Leite e o Everton, e agora o empresário está acionando o clube na Justiça. E ainda pagaram comissões para essas pessoas“, disparou.

Outro conselheiro participante da entrevista, Jaime Franco não escondeu a revolta ao apresentar os números de comissões pagas pelo São Paulo a empresários nas recentes contratações.

Com o Daniel Alves foi gasto R$ 6,5 milhões em comissão. E ainda teve o Tiago Volpi, com R$ 5,6 milhões, a negociação do Hernanes foi de R$ 5,5 milhões, a do Pato foi de R$ 4,04 milhões e a do Tchê Tchê foi de R$ 3,3 milhões“, finalizou.

SÃO PAULO DEVE FECHAR 2020 NO NEGATIVO

Em função da pandemia, o São Paulo, que está em seu último ano da gestão de Leco, estipula um défict na casa de R$ 200 milhões na temporada 2020 e com problemas para bancar salários em dia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais