Sem papas na língua! Daniel Alves alfineta marketing do São Paulo: “Eu faria diferente”

Camisa 10 do Tricolor não ficou em cima do muro e criticou a falta de parceiros de exploração de sua imagem

Em entrevista coletiva virtual nesta terça-feira (4), Daniel Alves negou qualquer possibilidade de trocar o São Paulo pelo Flamengo e não poupou críticas ao trabalho da equipe de marketing do Tricolor.

Um dos líderes do elenco Tricolor, o camisa 10 completou um ano de Morumbi no último final de semana e a data escancarou a falta de parceiros conseguidos pelo clube para ajudar a bancar seus vencimentos.

Ao ser questionado sobre o marketing que a equipe do Morumbi tem feito em relação a sua imagem, o atleta afirmou que, se dependesse dele, algumas tomadas de decisões seriam totalmente diferentes. No entanto, como isso não está em seu alcance acaba deixando para os responsáveis.

Muito difícil falar de algo que foge das minhas mãos. Não controlo o marketing do São Paulo. Se eu controlasse, algumas tomadas de decisão seriam diferentes, porque tenho outra ideia do que faria no meu caso e no caso de um clube desse tamanho. Eu foco no que está ao meu alcance“, disparou.

Especula-se que o São Paulo esteja devendo cerca de R$ 6 milhões a Daniel Alves já que seus vencimentos são foram combinados para serem pagos a cada seis meses. O jogador tem feito acordos e comprreendido o momento delicado do clube piorado pela pandemia do coronavírus.

VEJA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA DE DANIEL ALVES:

Política do São Paulo

– A maior dificuldade que vejo no São Paulo e no futebol brasileiro na gestão é que nem sempre o objetivo é o São Paulo. É sempre muito interesse pessoal, ou interesses não sei quais. Isso acaba conduzindo os clubes para um caminho que poderia ser muito melhor.

– Agora, na política, todo mundo está cheio de dedos para apontar, mas nem todos pensam no bem do São Paulo e sim no bem em estar aqui. Enquanto estiver aqui o São Paulo terá uma mínima verdade, que sou eu, porque não trabalho para mentiroso ou gente oportunista que minimiza os outros para crescer.

Manutenção do técnico Fernando Diniz

– Nós não somos esses dois últimos jogos no Morumbi, somos trabalho, dedicação e entrega de antes da pandemia. Infelizmente, aconteceu esse “X” na nossa caminhada, mas não vai mudar nossa rota, nossa fé no que fazemos no dia a dia, porque é a única coisa que vai fazer mudar a história do São Paulo – afirmou Daniel Alves, referindo-se às derrotas para Mirassol e Bragantino em casa.

– Não só merece defesa, como ataque e meio de campo. Não é por ter relacionamento especial, porque gostamos das mesmas coisas e temos os mesmos valores pessoais. Acreditamos na verdade do que fazemos e entregamos – declarou Daniel Alves.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais