Veja quanto o São Paulo faturou com venda de jogadores em 2020

Tricolor tem a meta de lucrar cerca de R$ 154 milhões com a venda de atletas em 2020

Mesmo sem vender os jovens Igor Gomes, Luan e Liziero, o São Paulo já está próximo de atingir a meta orçada pela diretoria para a venda de atletas na temporada de 2020 graças as saídas de Gustavo Maia e Antony.

Concretizada na última segunda-feira (13), a venda do jovem ao Barcelona oxigenou o caixa Tricolor e fez o clube chegar perto da meta de R$ 154 milhões prevista com transações de atletas.

Ao todo, a saída do atacante para a Espanha injetará nos cofres R$ 27,5 milhões. Como no início do ano a direção vendeu Antony ao Ajax, da Holanda, e ficou com aproximadamente R$ 99,2 milhões, a soma das duas transações chegou a R$ 126,7 milhões.

Ou seja, faltam apenas 27,7 milhões para o São Paulo cumprir o plano de lucro com seus próprio jogadores. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, já afirmou que o Tricolor ainda precisará fazer pelo menos mais uma grande venda em 2020 para ter chances de encerrar a temporada com as contas no azul.

O Tricolor fechou 2019 com déficit de R$ 156 milhões devido ao excesso de reforços e estimava fechar 2020 com déficit próximo a R$ 200 milhões em razão da pandemia do coronavírus ter acabado com os lucros de renda de jogos e causado a pausa dos pagamentos dos direitos de transmissão do Paulistão, Brasileirão e Libertadores.

QUEM PODE SAIR DO SÃO PAULO?

Atualmente, os jovens Igor Gomes, Luan e Liziero são os nomes de maior força do São Paulo para buscar altas cifras no mercado da bola. Barcelona, Real Madrid, Juventus, PSG e Milan já fizeram consultadas sobre as crias de Cotia para entender os valores das multas rescisórias.

Igor Gomes, por exemplo, é a maior aposta de venda da direção do São Paulo para gerar dinheiro para o caixa pela boa amizade de seu emprésario Wagner Ribeiro com a alta cúpula do Real Madrid. Especula-se na mídia espanhola que os merengues já sinalizaram a possiblidade de entrar com 40 milhões de libras para viabilizar o negócio.

Além do trio, Alexandre Pato e Pablo são outras opções do São Paulo fazer negócio. O primeiro tem sido ventilado pela imprensa italiana como alvo do Benevento, recém-promovido a elite da Série A italiana, e Pablo tem sido sondados por clubes da China.

De certo, o Tricolor do Morumbi vai precisar vender algumas de suas joias para terminar 2020 com as contas em dia e Leco passará a gestão do clube ao novo presidente com um pouco de dinheiro em caixa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

O Meu Tricolor usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Leia mais